• (3)
  • (9)
  • (3)
  • (3)
  • (3)
  • (3)
  • (47)
  • (5)
  • (4)
  • (13)
  • (3)
  • (3)
  • (2)
  • (4)
  • (3)
  • (3)
  • (4)
  • (19)

Anuncie também

Anuncie gratiutamente na mais completa seção de classificados off road da web brasileira

Troller Pantanal
Maio 9, 2006

Troller Pantanal com cara de mal

Segundo modelo da montadora cearense chega ao mercado para disputar o segmento de picapes grandes voltadas para o trabalho

Pronta para encarar um mercado pouco explorado, a Troller lançou seu segundo modelo disposta a conquistar espaço. A picape Pantanal chegou para encarar de frente um público diferente de seu modelo anterior, o jipe T4. O carro é totalmente voltado ao trabalho pesado (e sujo já que conta com sistema de tração 4×4). Para enfrentar bem essa linha, a picape Pantanal vem forte com motor 3.0 da MWM e capacidade de carga de até 1.460 kg, número bem superior aos carros muitas vezes utilizados atualmente.

Para quem quer mesmo é colocar as rodas na lama, a Pantanal é uma opção no mínimo interessante. Perde-se com o entre-eixos maior, mas o ganho com espaço pode ser um diferencial, principalmente para quem tem em mente longas viagens e expedições. Vale ressaltar aí que, se o problema é espaço, a picape da Troller tem uma das maiores caçambas da categoria. Como foi feita para o serviço pesado, pode ser uma opção interessante até mesmo para transformações para grandes expedições. A Pantanal possui caçamba de 2,34 metros de comprimento e 1,6 de largura. Para se ter uma idéia, com a porta da caçamba aberta é possível carregar um Suzuki Samurai lá dentro. Mesmo no quesito peso, já que a Pantanal tem capacidade de carga de 1.210 kg e 1.460 kg (já considerado caminhão semi-leve), dependo apenas da configuração do tipo de pneu utilizado.

Troller Pantanal

Saindo da caçamba para a cabine, a robustez e as características espartanas permanecem as mesmas. O interior segue a linha de simplicidade necessária para um veículo para o fim que a Pantanal foi idealizada. O painel é extremamente simples e possui velocímetro, conta-giros e marcadores de temperatura e combustível. Os bancos são do tipo inteiriço (bipartido) para comportar até três passageiros, apesar de não ser muito confortável levar um terceiro ocupante. A alavanca de marcha fica muito próxima do banco e o espaço no meio do banco é pequeno. Além disso, apenas o banco do motorista tem regulagens. Porém, para um veículo de trabalho, até que a Pantanal está bem equipada: possui de série vidros elétricos, cintos com regulagem de altura, porta-objeto nas portas e sob o banco dos passageiros. Como opcional ainda tem o ar condicionado e travas elétricas.

Quando o assunto é motor, a Pantanal faz jus à sua cara de mal. O motor MWM-International 3.0 eletrônico, o mesmo que equipa a Ford Ranger e Chevrolet S10, é mais que suficiente para ‘carregar’ a picape. São 163 cv de potência (a 3.800 rpm) e 38,8 kgfm de torque atingidos em baixa rotação (entre 1.600 e 2.200 rpm). O torque em baixa aliado à boa redução deixa a picape ‘na mão’ e, quando é preciso, o turbo entra em ação e a resposta chega a surpreender dado o tamanho da Pantanal. Reclamação de alguns na linha T4, o acionamento da tração eletronicamente foi abandonado na Pantanal. A nova picape possui tração 4×2 (traseira), 4×4 e 4×4 reduzida com acionamento por alavanca no assoalho e roda-livre manual. Apesar de ser considerado o conjunto mais confiável, a alavanca de tração não possui encaixes bem definidos e, no veículo testado aconteceu da tração voltar sozinha para 4×2.

A picape Troller Pantanal é montada sobre chassi de perfil retangular e com longarinas retas na parte traseira com o intuito de facilitar a customização da caçamba. A carroceria é construída em resina poliéster reforçada com fibra de vidro. Na dianteira, a suspensão é igual ao jipe T4 com eixo rígido e molas helicoidais. Na traseira foi adotado um sistema mais condizente com a aplicação: eixo rígido com feixe de molas. Ambos possuem eixo Dana 60 sendo que, na traseira, é equipado com sistema de bloqueio Trac Lok.

O lançamento da Pantanal está nos planos da Troller desde 2003 assim como outros modelos que poderão ser apresentados em breve. A fábrica cearense já fala da versão cabine dupla da Pantanal já para o segundo semestre. Para 2004, um outro modelo deve ser apresentado e a possibilidade de um T4 longo de quatro portas é grande. Com a Pantanal, a Troller saiu na frente de sua principal concorrente, a Agrale, que deverá apresentar um modelo Full Size em breve. As duas concorrem atualmente com a Ford F-250 que lidera o segmento de picapes grandes. A expectativa é de comercializar 40 unidades por mês para o mercado nacional.

Comentários