• (3)
  • (9)
  • (3)
  • (3)
  • (3)
  • (3)
  • (47)
  • (5)
  • (4)
  • (13)
  • (3)
  • (3)
  • (2)
  • (4)
  • (3)
  • (3)
  • (4)
  • (19)

Anuncie também

Anuncie gratiutamente na mais completa seção de classificados off road da web brasileira

Nissan X-Trail
agosto 2, 2018

Nissan X-Trail: fuga confortável e discreta

O X-Trail não pode ser chamado de um verdadeiro off-road, mas é ideal para quem quer ir da cidade ao campo, sem chamar a atenção e com uma boa dose de conforto

Pode ser que você ainda não tenha visto um X-Trail andando na rua, mas o fato é que o modelo da Nissan no País não é nenhuma novidade. Lançado em 2005, o veículo teve poucas vendas, em função não só do preço, mas também por certa simplicidade de estilo. Seu design mostra bem essa característica. As linhas retas não trazem nada de novo e o carro acaba passando quase despercebido pelas ruas.

O visual um tanto quanto antiquado é compensado pelo conforto. No asfalto, para onde o veículo foi concebido para ficar a maior parte do tempo, o comportamento é excelente. É possível até esquecer que se trata de um veículo alto e com centro de gravidade bem mais elevado que o de um esportivo. A suspensão foi feita para ser confortável e segura. Firme e também macia, surpreende pelo fato de que, mesmo modestamente, o X-Trail ainda pode ser classificado como um Sport Utility. Cumpre sua função e transmite segurança ao motorista e conforto aos passageiros.

Quando colocado na terra, o X-Trail deixa um pouco a desejar. Os pneus Bridgestone Dueler H/T não têm vocação para a poeira e muito menos para lama. A suspensão – McPherson, na dianteira, e por eixo rígido, na traseira – tem curso pequeno e não consegue se adaptar a terrenos irregulares. A falta de reduzida comprova também o que a própria Nissan sugere para o carro: um veículo urbano de recreação. A tração 4×4, acionável eletronicamente no painel, apresenta três opções de uso. Em “4×2”, o carro trabalha apenas com tração dianteira. Em “Auto”, a potência é transmitida também ao eixo com um controle eletrônico de tração, que, dependendo das condições do terreno, leva até 43% da força ao eixo traseiro. Já no modo “Lock”, a tração é distribuída com 53% na dianteira e 47% na traseira. Por segurança, e por não ter diferencial central, esse sistema desarma automaticamente em velocidades superiores a 30 km/h.

Nissan X-Trail

No quesito motorização, o ‘japonês’ está muito bem equipado. Possui um motor 2.5, de quatro cilindros e 16 válvulas, que gera bons 180 cv de potência. O motor, com bloco e cabeçote em alumínio, consegue levar o carro a 100 km/h em 10 segundos. Um número muito bom, ainda mais quando se nota que, nas retomadas, o X-Trail mostra a sua força junto com o câmbio automático. Se o carro anda bem, precisa ter um bom desempenho também ao parar e necessita ter boa dirigibilidade. O Nissan é produzido com freio a disco nas quatro rodas com ABS e controle eletrônico de frenagem (EBD). A direção é assistida, possibilitando uma condução agradável e peso ideal, ganhando maior firmeza em velocidades mais altas.

Uma questão é indiscutível: o X-Trail é muito confortável. A forração de bancos e portas em couro (de série), aliada a um bom sistema de ar condicionado, faz do Nissan uma excelente opção para quem quer conforto. O painel – apesar de central, já que se trata de um carro universal – tem os instrumentos bem visíveis e oferece grande quantidade de porta-treco e boa disposição das saídas de ar condicionado, incluindo aí, uma saída atrás do volante. O X-Trail, que possui regulagem elétrica dos bancos, baixo nível de ruído e boa visibilidade, deixa a Nissan mais perto de seu desejo de firmar-se como marca premium no cenário mundial.

por Adriano Rocha | fotos: Adriano Rocha

Comentários