• (4)
  • (15)
  • (5)
  • (10)
  • (4)
  • (3)
  • (7)
  • (3)
  • (49)
  • (12)
  • (49)
  • (3)
  • (6)
  • (3)
  • (4)
  • (3)
  • (1)
  • (6)
  • (20)

Anuncie também

Anuncie gratiutamente na mais completa seção de classificados off road da web brasileira

junho 2, 2020

Jeep Wrangler Hellboy

Um Wrangler JK Unlimited com o que há de melhor em preparação para Jeep

Sandro Tannuri é um carioca de 42 anos que tinha um Jeep considerado um dos mais bem preparados do Brasil. O Hulk, como ficou conhecido, é um Jeep Wrangler Sport ano 2000 que recebeu uma série de modificações, enfrentou trilhas pesadas e participou de competições rock crawling. Só que a família cresceu e o Sandro queria levar os três filhos para a trilha. Fã incondicional do Jeep, Tannuri resolveu a questão de forma surpreendente. Pegou um Wrangler Unlimited Sport 2012 e partiu para a monstrificação do então nomeado ‘Hellboy’.

Num primeiro momento, Sandro queria apenas fazer algumas alterações para deixar o Wrangler apto a enfrentar trilhas pesadas sem, contudo, perder a possibilidade de andar e viajar. Ele então colocou um limite de usar no máximo pneus de 35 polegadas. Só que, como Tannuri mesmo previa, seria um limite difícil de cumprir e a preparação evoluiu bem acima disso. No começo, tentando ainda manter o limite imposto, uma série de alterações foram feitas. Mas como a gente quer mesmo é ver o carro no limite, vamos logo à fase atual de preparação que chegou, acredite, no uso de pneus de 42 polegadas!

Jeep Wrangler Hellboy

O Jeep 2012 ganhou uma evolução em matéria de powertrain. A partir desse ano, ele passou a sair de fábrica equipado com o motor Pentastar 3.6 litros V6 a gasolina. Esse novo propulsor deu fôlego extra ao Wrangler que passou a ter 284 cv (o modelo antigo tinha 199 cv) e 35,4 kgfm de torque. Só que isso não era o bastante para o projeto de Tannuri.

Para melhorar ainda mais esse desempenho, foi instalado um kit supercharger da Ripp que elevou a potência para 431 cv.

O novo câmbio automático de cinco marchas do modelo 2012 também foi mantido. Já a caixa de transferência original foi substituída. Em seu lugar entrou a já consagrada t-case Atlas com redução de 4,3:1 e duas alavancas que controlam individualmente os eixos dianteiro e traseiro. A nova t-case está conectada aos eixos por cardãs com juntas CV e, no caso da dianteira, um modelo com CV 1410 resolveu o problema de travar por falta de ângulo já que ele ‘dobra’ até 42°.

Loja Planeta Off-Road

Os eixos, que hoje equipam o Hellboy, merecem destaque. Na dianteira, Sandro optou por usar o eixo Dynatrac ProRock 60 com relação 5,38:1. Este eixo, que ainda ganhou bloqueio ARB Air Locker, tem semieixos e homocinéticas de 1,5” com 35 estrias RCV, rodas-livres e pivôs reforçados, ambos também da Dynatrac. Na traseira, a escolha ficou também pela Dynatrac, porém, com o modelo ProRock 80 com a mesma relação 5,38:1 e bloqueio ARB Air Locker. Os semieixos são flutuantes e tem 1,75” e 40 estrias. Além da resistência, o eixo Dynatrac dá maior vão-livre, chegando a ter quase uma polegada a mais quando comparado com um Dana 44.

A suspensão não podia ficar de fora desse trabalho de preparação. Todo o conjunto original foi retirado para dar lugar a um kit da Rubicon Express. O modelo é uma 4-link que eleva o veículo em 5,5 polegadas e possui braços longos em chromoly. Os amortecedores estão no mesmo nível: são os consagrados Bilstein 5165 com 13 polegadas de curso. Completando o conjunto, barras estabilizadoras Currie AntiRock foram instaladas na dianteira e traseira. Tudo foi muito bem montado e analisado por Sandro que deixa claro: “eu não instalo simplesmente o kit. Usando uma rampa de RTI de 30 graus, faço os ajustes para a melhor performance, fazendo com que os pneus se encaixem no carro e as relações de up e down travel sejam respeitadas.”

Jeep Wrangler Hellboy

Toda essa base formada pelo motor, caixas, suspensão e eixos extraordinários estão apoiados em rodas Raceline Monster Beadlock 17”x 9,5” com pneus Super Swamper IROK 42”. Além disso, não poderiam faltar outros itens como os para-choques – dianteiro Warn Rock Crawler Stubby e traseiro Power Off-Road, rock sliders, sistema com duas baterias Optima, guincho Warn PowerPlant 12.000 e para-lamas removíveis da Trailmods.

Com tanto cuidado na escolha dos itens instalados o resultado não poderia ser outro. O Jeep ‘Hellboy’ foi transformado numa máquina perfeita, sonho de consumo de qualquer jipeiro. Só que, antes de fechar a matéria, já tivemos a notícia que Tannuri não parou por aí e agora o ‘Hellboy’ já roda calçado com pneus 43” TSL-SX Sticky montados em rodas Hutchinson Rock Monster Double Beadlock.

Por: Adriano Rocha | Fotos: Adriano Rocha

Comentários