• (9)
  • (21)
  • (11)
  • (9)
  • (7)
  • (4)
  • (10)
  • (7)
  • (50)
  • (18)
  • (85)
  • (5)
  • (8)
  • (3)
  • (5)
  • (6)
  • (5)
  • (1)
  • (7)
  • (20)

Anuncie também

Anuncie gratiutamente na mais completa seção de classificados off road da web brasileira

setembro 20, 2021

Cuidado na manutenção

A maior parte dos jipeiros gosta de colocar a mão na massa e fazer manutenção, adaptações e colocar acessórios em seu jipe. É preciso lembrar alguns cuidados para que a prática não provoque acidentes

Todo jipeiro gosta de palpitar quando o assunto é mecânica 4×4. De forma profissional ou amadora, muitos possuem inúmeras ferramentas e passam horas consertando as próprias viaturas. Em pouco tempo transformaram a garagem de casa em oficina mecânica. E não raramente, o hobby se torna profissão. Nos últimos meses, amigos próximos machucaram-se enquanto trabalhavam em seu 4×4, motivando esse artigo: Segurança na oficina mecânica profissional ou doméstica.

O manuseio de peças, ferramentas ou substâncias químicas é potencialmente perigoso à saúde. Os riscos envolvidos são inúmeros e muitas vezes desconhecidos ou ignorados. Ainda que você não seja um professor “Pardal” dos jipes, poderá utilizar as dicas do texto como forma de avaliar o trabalho de seu mecânico. Se as instalações de sua oficina e sua maneira de trabalhar são seguras, provavelmente a segurança também será fator presente nas adaptações e manutenções realizadas. Profissionalismo exige responsabilidade em primeiro lugar. Abaixo algumas dicas:

Iluminação adequada é fundamental
É um ponto essencial durante o projeto das instalações e pode ser natural ou artificial. Vale lembrar que as lâmpadas brancas consomem menos energia. Alguns casos exigem alternativas, principalmente quando o serviço é realizado sob a viatura ou em locais de difícil acesso. Uma dica são as lanternas de cabeça, que permitem um foco preciso e direcionável sem a necessidade das mãos, deixando-as livres.

Ventilação adequada também é fundamental
Alguns gases produzidos pelos motores podem levar à inconsciência e morte, além de outros efeitos nocivos à saúde. A concentração de gazes facilita uma possível explosão, especialmente quando se trabalha com gasolina. Por isso, um lugar bem ventilado e com dimensões adequadas é essencial. Exaustores de teto são recomendados e ajudam a refrescar o ambiente. Cuidado especial com o monóxido de carbono, que mata de maneira silenciosa. Dor de cabeça, vermelhidão no rosto e tilintar nos ouvidos são possíveis sinais da intoxicação por esse gás.

Atenção à instalação elétrica
Planeje adequadamente a instalação elétrica. A disposição das tomadas, o dimensionamento dos fios e seu comprimento, entre outros fatores, devem ser considerados durante o projeto da planta. Sugerimos a instalação de conduítes externos que facilitam a observação de eventuais danos e a própria manutenção.

Escolha conexões adequadas à carga consumida pelas ferramentas utilizadas. Dependendo do nível de consumo pode ser necessária uma instalação elétrica separada, com disjuntor e fusível individuais.

Evite usar extensões remendadas. Extremo cuidado para não pisar ou esmagar os fios com ferramentas e peças. Tenha a chave geral da oficina em local de fácil visualização, sinalizada e com acesso desobstruído.

Área limpa e ferramentas organizadas
Limpe imediatamente ao cair óleos e graxas no chão. Evite escorregões e tombos desnecessários.

Produtos químicos e ferramentas fora do alcance das crianças
Mantenha preferencialmente em um armário alto, com as portas trancadas e a chave escondida.

Crianças e animais afastados durante o trabalho
Oficina não é parque de diversões. Estilete, serras, cantos pontiagudos, solda, produtos químicos. Isso tudo não é brinquedo de criança!!!

Kit de Primeiros Socorros e extintor de incêndio
Mantenha ambos em um local de fácil acesso e sinalizado. Revise com freqüência para certificar-se que estão “em dia”.

Equipamento de Proteção Individual (EPI)
Sempre use proteção ocular. Principalmente quando trabalhar embaixo do veículo ou utilizar ferramentas elétricas. Luvas que permitam certa sensibilidade são recomendáveis. Máscara ao trabalhar com substâncias tóxicas é essencial. Alguns produtos químicos exigem máscaras com filtros. Fique atento!

Cabelos longos, correntes, pulseiras, anéis e relógios
Remova-os e prenda os cabelos antes de começar o trabalho.

Sempre avise que você estará trabalhando na oficina
Especialmente se estiver fazendo serviços sob a viatura. Evite trabalhar sozinho. Se uma pessoa não puder permanecer na oficina, uma breve visita a cada 20 minutos é suficiente.

Evite trabalhar cansado e com pressa
Planeje adequadamente seu tempo. A pressa em terminar o serviço pode causar acidentes e reparos mal efetuados. Faça pausas planejadas para se alimentar e alongar. Medida simples que evita dores musculares.

Mantenha sua vacina antitetânica em dia
A vacina antitetânica deve receber um reforço a cada 10 anos. Procure uma Unidade Básica de Saúde com sua carteira de vacinação para atualizá-la.

Use a ferramenta adequada para o trabalho
Chaves maiores que a cabeça do parafuso podem escapar e causar danos sérios às mãos. A ferramenta inadequada exige maior força aplicada, aumentando o risco de lesões musculares. Cuidado com as lesões por movimentos repetidos (LER).

Cuidado ao levantar o veículo do solo
Tenha certeza de que o macaco tem capacidade suficiente para elevar o peso em questão. Leia atentamente as instruções do fabricante e respeite as condições de uso propostas.
Ao levantar o veículo do solo, não o deixe apoiado somente no macaco. Posicione cavaletes com capacidade adequada. Evite trabalhar sob a viatura sem apoio nos diferenciais e chassis, corretamente posicionados. Cuidado ao forçar demasiadamente um parafuso ou porca enquanto o carro está suspenso. Se possível, deixe-o frouxo antes de elevar o carro do solo.

Cuidado com partes e líquidos quentes
Cuidado ao remover a tampa do radiador ou tampa do vaso de expansão. Você pode se queimar devido à temperatura da água e pressão contida no sistema durante seu funcionamento. Se possível, aguarde o resfriamento total do motor. Se precisar de um reparo emergencial, use uma proteção (luva ou pano) e abra lentamente o sistema, preferencialmente com o motor ainda ligado.
Cuidado ao drenar óleos quentes do sistema de transmissão e do motor. Cuidado também com o sistema de escape do veículo. Coletores e escapamentos podem causar queimaduras sérias. O monóxido de carbono produzido mata lentamente e silenciosamente.
Nunca ligue o motor sem certificar-se de que o câmbio está em neutro e os freios acionados. Deixe-o ligado somente pelo tempo necessário para avaliar o ponto em questão.

Cuidado com a parte elétrica
Cuidado especial com o sistema de ignição. A energia produzida pela bobina, que passa pelo distribuidor, pode ser fatal. Use sempre luvas e camisa para carregar baterias. O líquido de seu interior é corrosivo e pode causar danos à pele.

Cuidado com gasolina, querosene e outros
Quando trabalhar na linha de combustível, desconecte o terminal negativo da bateria e mantenha sempre o extintor ao alcance da mão.

Não use compressor de ar para limpar o ambiente, varra e lave as mãos após o serviço. A sujeira deve ser descartada corretamente.

Óleo de motor pode causar dermatite e outros sintomas irritativos na pele. Procure usar luvas, lave bem as mãos após manusear e se puder passe um óleo hidratante para criar uma camada protetora antes.

Nunca abra frascos de óleo de motor, óleo de freio, aditivo do radiador com a boca. Evite o contato com a mucosa oral e o contato prolongado com a pele. Se possível, para usá-los utilize uma bomba manual e luvas.

Cuidado especial com a máquina de solda
Além de queimar a retina, a solda também queima a pele. É recomendável o uso de macacão, além de óculos de proteção e luvas.

Cuidados e atitudes simples que evitarão acidentes. Afinal, 4×4 é antes de tudo diversão com responsabilidade. Pensem em segurança. Sempre.

Por: Ricardo Loureiro “Loras” Ilustrações: Alê Mariano

Comentários