Mapa do Site Primeira Vez? Publicidade
Rodeio
 
Abertura > Dicas > Rally
Como escolher e preparar o veículo
Texto: Detlef Altwig

Esta é uma questão muito delicada. Um bom preparador deixará seu carro com condições adequadas para disputar o Rally dos Sertões com tranquilidade e, caso não ocorram acidentes, a chance de terminar a prova sem maiores problemas será grande.
Agora, um trabalho ruim de preparação poderá fazer com que voce esteja fora da prova já no primeiro dia, como muitos casos que já presenciamos nas últimas edições do Rally dos Sertões.A maior dificuldade para encontrar um bom preparador é que existem poucos bons preparadores e muitas "bocas de porco" que se dizem preparadores. Como diferenciar?

1- Oficina: Um bom preparador tem uma oficina bem apresentada, organizada e munida de todos os equipamentos e ferramentas necessárias. Um mau preparador muitas vezes trabalha no fundo do quintal ou em uma oficina suja, desorganizada e apertada.

2- Capacidade técnica: Descobrir se o preparador tem curso superior ou um bom curso técnico, além da experiência, é uma boa dica para um bom preparador.

3- Trabalhos anteriores: Saber o que o preparador já fez em termos de Rally dos Sertões, quais foram seus clientes, o grau de satisfação dos clientes, tipos de carros preparados e trabalhos neles efetuados podem ser outra ótima dica para classificar um bom preparador.

4- Resultados: Verificar se os carros que foram preparados completaram a prova sem problemas graves ou quais os problemas apresentados. Isto determina se a preparação foi bem feita ou não.

5- Tempo de trabalho: Há quanto tempo este preparador trabalha em carros para o Rally dos Sertões? Lembre-se que preparar carros de rally para provas FISA ou Jipes para raid é muito diferente de preparar carros para o Rally dos Sertões, são projetos e experiências completamente independentes.

6- Equipamentos: Uma oficina de preparação deverá ser equipada como uma pequena ferramentaria, já que deverá estar apta a produzir qualquer tipo de peça para qualquer adaptação. São requisitos básicos: solda MIG, furadeira de bancada, pequeno torno, serra, compressor, ferramentas básicas e ferramentas especiais.

7- Abrangência da preparação: Muitos competidores acreditam que a preparação de um carro para o Rally dos Sertões se limita a instalar uma gaiola e dois cintos de 4 pontos e pronto. Mas uma preparação bem feita deverá atingir todos os itens de segurança, suspensão, motor e acessórios, além de instrumentos de navegação. Encontrar um lugar para fazer tudo isso é muito melhor do que ter que ficar levando o carro de oficina em oficina.

8- Preços: Um coisa é certa em termos de preparação, fuja de preços muito baixos, pois uma boa preparação não é um serviço barato e a má qualidade poderá comprometer todo o investimento no carro e inscrição na prova.

9- Assessoria: Além de preparar o carro o bom preparador ainda presta um serviço de assessoria para o principiante, ajuda a montar a equipe de apoio, dá dicas sobre instrumentos de navegação, ferramentas e peças de reposição a levar. Além disso, informações sobre o percurso e suas características são algumas coisas que um bom preparador saberá.

Prazo: Lembre-se um serviço bem feito requer um prazo razoável, não vacile!


Próxima: Como preparar a suspensão e chassis ou monobloco

 

 
Dotzi Planeta Off-Road
geral@planetaoffroad.com


Aviso Legal
Privacidade
Créditos