Mapa do Site Primeira Vez? Publicidade
Rodeio
 
Abertura > Dicas > Rally
Como preparar a suspensão e chassis ou monobloco
Texto: Detlef Altwig

Este na verdade é o item mais importante na preparação de um carro off road para o Rally dos Sertões. Um bom trabalho de preparação da suspensão e chassis do carro representam 50% de chances de chegar ao final da prova com o carro inteiro. Além de ser o item mais importante, também é o mais difícil e pode ser o mais oneroso na preparação de seu off-road, apenas um ótimo jogo de amortecedores pode custar mais de Us$ 12.000,00 por exemplo.

Importante dizer que até hoje ninguém achou a fórmula perfeita para preparar uma suspensão para este Rally, todos tiveram problemas, em maior ou menor escala. Portanto, aí está um aspecto a ser desbravado pelos preparadores.

Amortecedores
O primeiro item da suspensão são os amortecedores. Aí surge uma grande dúvida, que marca e modelo utilizar? Muitas marcas já foram experimentadas: Black Diamond, Koni, Donerre, Rancho, Fox, Pro Comp, Bilstein, são algumas. Muitos dos problemas que aparecem nos amortecedores são originários de erros de projetos de instalação, assim é bastante difícil afirmar se o amortecedor quebrou por ser fraco ou se foi problema de instalação. Logo, sugerir uma marca é algo complicado.

Para quem quer correr na ponta, siga este roteiro: mínimo de 2 amortecedores por roda. A haste do amortecedor deve ser superdimensionada, regulável de preferência com ar ou gás nitrogênio, ter reservatório externo de óleo e um sistema de refrigeração do óleo. Desconfie de amortecedores que custem menos de Us$ 300,00 por unidade.

Quem vai participar da prova sem exigir o máximo do carro pode optar por amortecedores mais baratos, porém de qualidade e também dois por roda. A grande vantagem de ter dois amortecedores por roda é que se um deles quebra ainda assim é possível prosseguir o dia todo, logicamente com mais cuidado.

Cintas limitadoras
Imprescindível é a instalação de cintas limitadoras do curso da suspensão, sua finalidade é de evitar que a suspensão atinja o fim do curso e por conseqüência danifique o amortecedor. A cinta é feita do mesmo material das cintas de reboque e deve ser fixada com um ponto no chassis e outro na bandeja inferior ou no eixo.

Reforços da fixação das bandejas / eixos
Reforços nos pontos de fixação das bandejas ou eixos no chassis são idéias boas, pois muitas vezes é exatamente aí que ocorre uma quebra impossibilitando o deslocamento do carro. Estes reforços tem que ser bem estudados e devem ser feitos com chapas de 3 mm ou mais de espessura usando a solda Mig.

Reforços da fixação dos amortecedores
Os reforços nos pontos de fixação do amortecedor na bandeja / eixo e no chassis são de extrema importância, pois a substituição do amortecedor original por amortecedores mais reforçados implica em forças muito maiores nos pontos de fixação originais e a quebra dos pontos como conseqüência. Mas de nada adianta fazer fixações muito fortes com um projeto errado, pois o chassis também vai quebrar. Este item merece um projeto cuidadoso, ainda mais, quando se leva em conta que os amortecedores que usados têm fixações diferentes dos originais.

Molas
Molas, mais uma vez um item bastante delicado. Caso o modelo do carro escolhido tenha molas tipo "heavy-duty" disponíveis já é uma boa opção, mas um projeto personalizado com dois ou três tipos de molas diferentes por roda é o mais adequado. Neste caso, cada mola trabalha em uma faixa de esforço. Porém este deverá ser o último trabalho de preparação de um carro, já que é necessário se saber o peso do carro em cada roda, o curso total da suspensão, a massa da parte móvel da suspensão e outros detalhes que necessitam do carro pronto como se estivesse indo para a largada.

No caso de feixe de molas, a prática é a melhor solução, deve-se tentar várias combinações de quantidade e qualidade de molas até chegar ao ponto ideal.

Para barras de torção, as opções normalmente são poucas e o ideal é usar uma "heavy-duty", eu pessoalmente nunca vi uma barra de torção quebrar.

Outros itens
Os parafusos de fixação das bandejas (normalmente na suspensão dianteira) também devem ser avaliados se suportam o esforço decorrente de uma prova do tipo Rally dos Sertões, podem ser substituídos por parafusos de melhor qualidade. Os pivôs, que são as peças que prendem a manga do eixo na bandeja, também deverão ser de ótima qualidade para resistir aos esforços. Talvez uma troca no meio da prova seja interessante no caso de pivôs originais.

Regulagem da suspensão
O último ponto na preparação da suspensão e só pode ser executado quando tudo estiver pronto no carro já que depende muito de testes práticos. Quem quiser levar vantagem durante o rally é só planejar 15 dias para o acerto de suspensão antes da largada, nunca vi alguém fazer isso até hoje no Brasil. A regulagem da suspensão depende muito do piloto, cada um tem o seu gosto pessoal e deve ser definida novamente com testes práticos, alterando-se um parâmetro da regulagem a cada vez e observando os resultados obtidos. Este tipo de acerto pode levar vários dias até ficar perfeito e o pior de tudo é que um esforço extra durante a prova pode desregular totalmente a suspensão e, no meio do sertão nordestino, será difícil encontrar aparelhos e mão-de-obra para fazer um novo acerto.

Reforços de chassis e monobloco
Mais uma vez é bastante subjetivo falar sobre este ponto, cada carro é um caso e cada caso merece uma atenção especial. De maneira geral o que se faz é observar a construção original do carro e verificar os pontos onde ocorrem os maiores esforços, projetando alguns reforços para estes pontos. Alguns preparadores soldam uma viga U no chassis inteiro de fora a fora, também é uma opção, mas aumenta bastante o peso do carro. Lembre-se de sempre trabalhar com solda Mig, jogue a solda elétrica fora!

Para carros com monobloco, a preparação consiste na desmontagem total do veículo, reforço dos pontos de solda da carroceria e inclusão de algumas chapas de reforço no monobloco. Um projeto específico deve ser feito para cada carro.

Conclusão
A única certeza em termos de suspensão que eu tenho é de que, se não for bem feita, o carro vai ficar pelo caminho, portanto capriche neste ponto. Um bom projeto de suspensão não demora menos de dois Rallys dos Sertões para ser desenvolvido.


Próxima: Como preparar os equipamentos de segurança

 

 
Dotzi Planeta Off-Road
geral@planetaoffroad.com


Aviso Legal
Privacidade
Créditos