Mapa do Site Primeira Vez? Publicidade
Rodeio
 
Abertura > Dicas > Rally
Como montar uma equipe de apoio
Texto: Detlef Altwig

A equipe de apoio no Rally Internacional dos Sertões é um dos fatores chaves, de suma importância para o sucesso de qualquer participante. A estrutura e o tamanho da equipe dependem do número de carros a serem apoiados no evento, mas nesta parte do nosso especial, vou escrever sobre uma equipe para dar apoio a 2 carros.

A função dessa equipe será a de fazer a manutenção preventiva e corretiva nos dois carros durante a noite - na estrutura descrita não prevemos fazer apoio durante o dia em diferentes pontos da prova, já que isto encareceria muito o custo final.

O carro de apoio

O carro ideal para servir como carro de apoio é uma pick-up cabine dupla com motor a diesel, porque leva com razoável conforto 4 pessoas, tem espaço suficiente para levar as peças, ferramentas e bagagens. O motor diesel traz uma economia considerável para um carro que irá rodar mais de 5.000 km, sem contar o retorno. Outra boa opção, mais espaçosa é uma Sprinter ou parecida que tem a desvantagem de levar apenas duas ou três pessoas.

Pessoal

Selecionar as pessoas para formar a equipe de apoio é uma das tarefas mais difíceis que existem para o Rally, deve ser composta de um motorista "faz-tudo", dois mecânicos e um auxiliar. O cansaço vai ser um companheiro constante deste pessoal já que vão trabalhar a noite inteira e viajar o dia inteiro pelo menos 500 km cada dia. Assim as pessoas tem que ser escolhidas a dedo, já vi várias equipes de apoio se desfazendo durante a prova devido ao stress e ao mau preparo dos integrantes. O motorista deve ser pouco exigido durante a noite para poder dormir o máximo possível, e evitar o risco de um acidente durante o dia.

Bom preparo físico, conhecimentos de mecânica, auto-suficiente, responsável e, sobretudo ter verdadeira paixão por Rally, são alguns dos pré-requisitos necessários, além de um bom espírito de equipe, o que fundamental nas horas de stress e dificuldade.

A empolgação do Rally costuma contagiar a todos que trabalham no suporte das duplas e carros. As vezes alguém acha que virou piloto e exagera durante os deslocamentos de uma cidade para outra, causando sérios acidentes. Todos os anos vemos carros de apoio acidentados e pessoas feridas, já que não contam com os equipamentos de segurança do pessoal que compete.

Portanto, é muito importante para o chefe de equipe conscientizar os mecânicos da responsabilidade que têm, e que um acidente além do perigo natural pode por fim a participação dos carros que estão sendo apoiados.

Ferramentas

Um conjunto completo de ferramentas, desde as mais básicas até as específicas para cada carro, é básico para a equipe de apoio. Iluminação para o trabalho noturno, macaco jacaré, cyborg, compressor, máquina de solda e gerador portátil são alguns dos itens que não podem faltar dentro do carro de apoio.

Uma lista completa e detalhada deve ser elaborada dependo do tipo e marca dos carros que serão apoiados. Esta lista deverá ser feita pelo mecânico que conhece profundamente o carro a ser apoiado se possível com experiência neste tipo de competição pois na maioria das cidades não há uma boa infra-estrutura.

Um check-list de tudo que deve ser visto e revisto na manutenção preventiva é uma ótima idéia, desta maneira fica quase impossível do carro sair para um dia de competição com algum parafuso solto ou sem água no radiador.

Peças

Mais uma vez uma lista completa deve ser elaborada, se possível por uma pessoa que já tenha vários anos de experiência na marca do carro que será apoiado. Deve-se considerar um desgaste de 50.000 km no carro para os 5.000km de prova. Esquecer uma peça importante pode ser o fim do rally principalmente se a manutenção for dada em carros importados, onde as chances de encontrar peças de reposição são quase nulas durante o percurso.

O planejamento, entrosamento do pessoal, versatilidade e liderança são os pontos mais importantes para a equipe de apoio funcionar.

Durante o rally, o pessoal de apoio deve sair antes dos competidores, percorrer o caminho até a próxima cidade pelo caminho mais curto e, se possível, sempre pelo asfalto para evitar o desgaste do carro de apoio. Chegando na próxima cidade do rally, devem procurar um local com a infra-estrutura adequada, com água, luz e espaço para trabalhar. Se o local sugerido para o apoio não for adequado é preferível procurar um posto de gasolina bem equipado.

Chegando antes dos competidores do rally, ainda haverá tempo para uma refeição e descanso.É importante conscientizar o pessoal do apoio que não estão indo para uma viagem turística e sim para um trabalho bastante pesado.

 

 
Dotzi Planeta Off-Road
geral@planetaoffroad.com


Aviso Legal
Privacidade
Créditos