• (4)
  • (13)
  • (3)
  • (3)
  • (3)
  • (3)
  • (47)
  • (5)
  • (4)
  • (19)
  • (3)
  • (3)
  • (2)
  • (4)
  • (3)
  • (3)
  • (4)
  • (19)

Anuncie também

Anuncie gratiutamente na mais completa seção de classificados off road da web brasileira

Pajero V6
Maio 9, 2006

Pajero V6 3500: Bom de acelerar

Um carro que chegou para proporcionar conforto e hoje enfrenta trilhas com ótimo desempenho.

O Mitsubishi Pajero chegou ao País com a proposta de agradar aos mais exigentes gostos (e bolsos). Em muitos casos – provavelmente a maioria – gosto pouco aventureiro e voltado apenas pelo estilo de se ter um SUV para uso urbano.

Mitsubishi Pajero V6

A Mitsubishi , com a reestilização do modelo em 1998, a Mitsubishi reforçou ainda mais a linha de mercado voltado para os usuários de cidade. Oito anos mais tarde, a surpresa: o jipe japonês, já com o apelido de “Pajerinho”, invadiu as trilhas e mostrou que tem garra. A habilidade off-road desse 4×4 é evidente quando você encara uma erosão ou um atoleiro. É aí que se chega à conclusão que deixar o Pajero V6 apenas para rodar em asfalto é um pecado.

Quando começou a ser importado para o Brasil, na década de 90, ninguém imaginava do que o Mitsubishi Pajero era capaz. Voltado para um público que tinha interesse apenas no estilo robusto e no conforto do carro, o Pajero logo ganhou as ruas. Atualmente, é um dos carros que mais aparecem pelas trilhas e provas em todo o País. A razão disso foi comprovada no teste feito com um modelo de 3 portas, V6 de 24 válvulas. O carro, hoje com um custo bem menor, é uma excelente opção para quem quer o melhor de dois mundos. O conforto é excepcional para uso na cidade onde, seu pequeno tamanho tamanho (em relação a outros SUVs) e sua agilidade mostram a cara e transformam o Pajero no excelente carro que ele é. Quando em uso off-road, o 4×4 da Mitsubishi se supera, mostrando-se estável, forte e capaz de vencer muitos desafios.

Mitsubishi Pajero V6

Equipado com motor de 3.497 cilindradas, o Pajero tem uma resposta rápida aos comandos do acelerador. Seus 202 cv soam alto. Basta uma pisada mais forte para sentir o ‘vigor’ do motor seis cilindros em V, com comando de válvulas (24) no cabeçote e injeção eletrônica multiponto. O motor é mais que suficiente, com seus 31,5 kgfm de torque, para levar o jipe a qualquer ponto. Porém, essa força toda tem seu preço. O ‘Pajerinho’ é um dos jipes que apresenta maior consumo de combustível. Mesmo com o grande tanque (72 litros), o gasto excessivo pode ser um determinante na compra do modelo da Mitsubishi. Seu consumo varia em torno dos 5 km/l. Apesar da autonomia de praticamente 400 quilômetros, muitas vezes o elevado custo com gasolina pode inviabilizar, por exemplo, o uso em viagens mais longas.

Não é só o motor que agrada no Pajero. O sistema de tração é o mais completo da categoria e, no caso do câmbio, ainda existe a opção de caixa automática. A suspensão traseira – com eixo rígido e molas helicoidais – cumpre bem o seu papel.

Mitsubishi Pajero V6

Já a dianteira, tem um curso bem mais limitado e, em alguns casos, chega a decepcionar. Internamente, o Pajero dá outro show. Bancos em couro, acabamento de alta qualidade e baixo ruído (exceto quando se acelera um pouco além, mas, neste caso, o ronco bonito do motor compensa). No quesito visibilidade só peca um pouco no vidro traseiro, sendo que, nos demais, nada compromete a qualidade. O painel completo com conta-giros, indicador da tração em uso, bússola eletrônica, inclinômetro e altímetro, dá um prazer a mais para quem está atrás do volante.

O Pajero V6 3500 é, sem dúvida, uma ótima opção para quem precisa de um carro versátil. O jipe enfrenta bem qualquer necessidade, seja em uso urbano, em estradas ou em off-road. O maiores incovenientes são, de fato, a manutenção, ainda um pouco cara, e o grande custo em virtude do elevado consumo de combustível.

Mitsubishi Pajero V6

Por: Adriano Rocha | Fotos: Adriano Rocha

Comentários